Tag Archive: oracle database

Amigos

Olá pessoal!

Tudo bem?

No post de ontem apresentei o Neto, da NetApp. Um grande amigo que conheci nesse mundo Oracle.

Graças à Deus, tenho muitos amigos nesse meio.

Se tenho muitos amigos, porque não os apresento?

Primeiro ponto, o blog serve para difundir o conhecimento adquirido com a experiência para todos que o acessarem. Não tem porque eu apresentar pessoas que já são conhecidas no Brasil. O Neto é conhecido dentre os DBA’s que estão aí, acompanhando a evolução dos produtos, mas como o seu Blog é em inglês, infelizmente e infelizmente mesmo, muitos brasileiros tem preguiça de ler os blogs em inglês.

Dentre os blogueiros nacionais que tenho como amigo, há o Rodrigo Almeida.

O Rodrigo Almeida dispensa apresentações! Todo mundo no Brasil o conhece e já visitou alguma vez seu blog, seja agora ou há anos, quando ele só escrevia no iMasters.

Ele foi a inspiração para que eu montasse o meu blog. E o destino foi bacana conosco, pois eu só o conhecia através do mundo virtual, e nos conhecemos num projeto, num cliente onde nossas empresas trabalhavam.

O destino quis mais, hoje, o Rodrigo Almeida trabalha na mesma consultoria que eu!

Ele é um cara sensacional! Com muito conhecimento e o principal, compartilha esse conhecimento! Há muitos anos! Não é à toa que é um dos DBA’s mais conhecidos do Brasil. Volto a dizer que ele foi o grande responsável por eu montar este espaço. Grande abraço, Rodrigo!

A ideia em apresentar o Neto foi porque ele tem um blog escrito em inglês e por este motivo, muitos daqui do Brasil podem não conhecê-lo, e acho que visitar um blog de alto nível fará com que todos cresçamos.

Como comentei no início do post, fiz muitos amigos. E agradeço por todos eles serem meus amigos. Quem ler esse post, e for meu amigo, saberá disso.

Abraços!

Vinicius

Share

Olá pessoal, no post de ontem citei sobre um ambiente que meu amigo DBA pegou com os parâmetros de memória subdimensionados…

Pois bem. O ambiente anteriormente descrito era o ambiente de Homologação.

Adivinhem? Em Produção os parâmetros estavam exatamente iguais!!!

Mais: ele comentou comigo que a incidência de espera por library cache pin e library cache lock era absurdamente alta, que era nítido que o pessoal esperava por isso já na aplicação.

Ele fez o diagnóstico do ambiente:

  • Estrturas de memória subdimensionadas no banco de dados;
  • Parâmetro TIMED_STATISTICS definido como TRUE, porém, o pacote SYSSTAT não estava instalado no sistema operacional;
  • Os parâmetros de kernel que são pré-requisitos para instalação do banco não estavam configurados.

Com isso é fácil perceber que não era nem DBA Google, nem DBA Ghost. Era pão-durice mesmo do pessoal da empresa!! Não contrataram um DBA para montar o ambiente e fizeram por conta própria!

Bom, o Bruno corrigiu os itens problemáticos e não ocorre mais esses eventos de espera.

O pessoal até o elogiou dizendo que nunca a Produção rodou tão rápido como agora!

Boa Brunão!!

Abraços,

Vinicius

Share