Série de artigos sobre Instalação do Oracle RAC:

Instalação do Oracle RAC 10g Release 2 – Parte 1: Pré-requisitos
Instalação do Oracle RAC 10g Release 2 – Parte 2: Criação da VM
Instalação do Oracle RAC 10g Release 2 – Parte 3: Instalação do Linux
Instalação do Oracle RAC 10g Release 2 – Parte 4: Configuração do Linux

===================================

Olá pessoal!

Vimos no último artigo como realizar a primeira parte da verificação e correção dos pré-requisitos no sistema operacional para instalar o software

Bom, agora vamos ver como realizar a clonagem da máquina virtual (servidor mvrac1) para uma nova máquina virtual (servidor

Com o servidor mvrac1 baixado, deveremos ir para o Windows Explorer e navegar até o diretório G:\VMWARE\mvrac1. Todo o conteúdo do diretório deverá ser selecionado, e após isso, clicar em Editar / Copiar:

Após isso, navegar até o diretório G:\VMWARE\mvrac2. O diretório deverá estar vazio:

Estando vazio, basta clicar em Editar / Colar que a cópia da VM se iniciará:

Quando a cópia for concluída, o diretório G:\VMWARE\mvrac2 deverá ter os seguintes arquivos:

Precisaremos editar o arquivo “Other Linux 2.6.x kernel.vmx”:

A linha displayName = “mvrac1” deverá ser editada:

O valor ficará como: displayName = “mvrac2”. Fechar e salvar o arquivo.

Abrir a VMWare Server Console e ir para a aba Home:

Após isso, clicar no botão “Open Existing Virtual Machine”:

Somente a VM mvrac1 será exibida, clicar no botão Browse e navegar até o diretório G:\VMWARE\mvrac2, clicar no arquivo Other Linux 2.6.x kernel.vmx e clicar no botão Open:

A tela acima será exibida com a configuração e os devices do servidor mvrac2. Clicar no botão Power On (representado pelo Play de cor verde).

Como essa máquina virtual foi clonada (copiada) a partir de uma máquina virtual já existente. A mensagem acima será exibida informando que a última vez que a máquina sofreu um boot o arquivo de configuração estava em outro diretório, e nos questiona se queremos criar um novo UUID (unique identifier). O UUID funciona como uma PK para a máquina virtual, onde cada máquina virtual terá seu UUID exclusivo. É a partir do UUID que serão atribuídos os MAC Address das placas de rede do servidor. Como se trata de uma nova máquina virtual, deveremos deixar a opção “Create” selecionada e clicar no botão OK.

A inicialização da máquina demorará pois tentará obter os IP’s através de DHCP, já que para as novas máquinas virtuais, nós não atribuímos ainda os IP’s.

Ainda na VMWare Server Console, a tela acima será exibida, entrar no sistema operacional com o usuário root.

Em seguida, no menu superior, clicar em System / Administration / Network:

Serão exibidas 4 placas de rede no servidor:

  • eth1;
  • eth0;
  • eth0.bak;
  • eth1.bak.

As placas eth0.bak e eth1.bak são os backups das placas de rede da primeira máquina virtual, e poderão ser excluídas sem problemas.  Em primeiro lugar, a placa eth0.bak deverá ser selecionada e em seguida você deverá clicar no botão Deactivate. Isso desativará a placa de rede. Em seguida, clique no botão Delete que já estará habilitado para essa tarefa.

O alerta acima será exibido, clicar em Yes.

Restará a placa eth1.bak. Ela deverá ser selecionada e então você clicará no botão Delete.

O alerta acima será exibido, clicar em Yes.

Restarão as placas eth0 e eth1. Selecionar a placa eth0 e clicar no botão Edit:

A placa eth0 deverá respeitar às seguintes configurações:

Address: 172.23.10.12
Subnet mask: 255.255.255.0
Gateway: 172.23.10.1

Após editar as configurações acima, clicar em OK.

Selecionar a placa eth1 e clicar no botão Edit:

A placa eth1 deverá respeitar às seguintes configurações:

Address: 10.0.0.12
Subnet mask: 255.0.0.0

Após editar as configurações acima, clicar em OK.

Clicar em File / Save para salvar as configurações efetuadas até o momento:

A mensagem acima será exibida informando que as configurações entrarão em vigor quando o serviço de rede for reiniciado ou quando o servidor for reiniciado. Clicar em OK:

Clicar na aba DNS:

No campo Hostname, alterar para mvrac2.viniciusdba.com.br.

Clicar novamente em File / Save para salvar as configurações:

A mensagem acima será exibida informando que as configurações entrarão em vigor quando o serviço de rede for reiniciado ou quando o servidor for reiniciado. Clicar em OK.

Fechar a tela clicando no X.

Na tela inicial do Linux, clicar com o botão direito do mouse no meio na tela, o menu de contexto se abrirá, clicar no item Open Terminal:

O servidor deverá ser reiniciado:

 shutdown -r now

Agora na VMWare Server console, clicando na aba do servidor mvrac1, clique no botão Power On para também ligar este servidor (deveremos ligar os dois servidores virtuais).

Pronto! A clonagem está concluída!

No próximo artigo veremos como particionar os discos do storage, marcar as partições como discos ASM, criar raw e block devices e criar a equivalência de usuários. O próximo artigo é a fase final dos pré-requisitos, depois dele, veremos como instalar o nosso ambiente Oracle RAC, finalmente!

Abraços!

Vinicius







----------------------------------------------------------------------------

Copyright:

Este site e todo o conteúdo aqui publicado pertence ao Blog ViniciusDBA.com.br e possui seus respectivos direitos autorais.

O Conteúdo deste Blog não deve ser publicado, distribuído ou transmitido sem autorização prévia de seu autor.

Oracle e seus produtos são marcas registradas da Oracle Corporation® (http://www.oracle.com) Todo o material aqui encontrado é mantido sem ajuda financeira e mantém como propriedade de seu fundador/escritor.

Disclaimer:
The views expressed on this blog are my own and do not necessarily reflect the views of my employeer, Accenture.
As opiniões publicadas neste blog (http://www.viniciusdba.com.br) são pessoais e não necessariamente representam a visão da Oracle ou do meu empregador, a Accenture.


Toda informação aqui encontrado é oferecida através do uso do bom senso e boa fé do seus leitores e não deve ser considerada como material oficial da Oracle Corporation (http://www.oracle.com) ou do meu empregador, a Accenture.

O Autor não considera as informações aqui como oficiais e/ou permitidas para redistribuição. Ao utilizar o site http://www.viniciusdba.com.br o leitor deve entender e aceitar que as informações aqui encontradas são de direitos autorais do Autor.

O blog http://www.viniciusdba.com.br não faz revisão de conteúdo publicado por outros, como comentários, bem como posts em grupo de usuários ou portais.