Série de artigos sobre Instalação do Oracle RAC:

Instalação do Oracle RAC 10g Release 2 – Parte 1: Pré-requisitos
Instalação do Oracle RAC 10g Release 2 – Parte 2: Criação da VM
Instalação do Oracle RAC 10g Release 2 – Parte 3: Instalação do Linux

==============================

Olá pessoal!

Já temos a máquina virtual mvrac1 criada. Agora iniciaremos a instalação do sistema operacional.

Bom, conforme o post Instalação do Oracle RAC 10g Release 2 – Parte 1: Pré-requisitos, eu usarei o Oracle Enterprise Linux 5 Update 3 32bit. Quem tem o CentOS 5 Update 3 32bit ou o Red Hat Enterprise Linux 5 Update 3 32bit, é a mesma coisa.

Na tela da VMWare Server Console, clique duas vezes em CD-ROM (IDE 1:0), a janela abaixo será exibida:

Basta clicar em “Use ISO image” e em seguida clicar em Browse para navegar entre os diretórios até encontrar o arquivo ISO do DVD de instalação do Linux. No meu caso, deixei em G:\VMWARE\Software. Depois disso, clicar em OK.

Depois disso, basta clicar no botão “Power On” que é simbolizado por um ícone parecido com o Play, na cor verde.

A seguinte tela será exibida:

Nessa tela, basta pressionar a tecla [ENTER] e a seguinte janela será exibida:

Essa tela fará o teste da mídia de instalação. Como estamos num ambiente virtualizado e instalando a partir de uma imagem ISO, basta pressionar a tecla [TAB] para selecionar a opção Skip e em seguida pressionar a tecla [ENTER]. Num ambiente corporativo, é interessante realizar esse teste, mesmo considerando que ele demora um pouco. Caso a mídia tenha algum risco que a impeça de ser corretamente lida, é a partir desse teste que descobriremos isso. É muito ruim descobrir esse tipo de erro no meio da instalação!!

A seguinte tela será exibida:

Clicar em Next:

Nessa tela será necessário selecionar um idioma para o sistema operacional. Eu deixei a opção English selecionada. Clicar em Next:

Especificar um layout de teclado, no meu caso, o layout é o U.S. International. Aqui no Brasil, será muito frequente selecionar o ABNT. Clicar em Next:

Para que o disco possa ser lido no Linux, ele precisará ser inicializado. Temos 4 discos no total: 1 de 12GB e 3 de 5GB. Nesse caso, deveremos clicar no botão Yes para os 4 discos. Deixei apenas uma tela como exemplo.

No combo, deixar a opção “Create custom layout” selecionada. Clicar em Next:

Clicar no botão New para criar uma nova partição. A seguinte tela será exibida:

No tipo de sistema de arquivos, selecionar Swap. Nos drives de disco permitidos, selecionar somente o sda (que é o nosso disco local), para o tamanho, deixe com 1GB de tamanho: 1024MB. Lembrando que o tamanho apropriado de swap é citado no documento de instalação do banco de dados para o sistema operacional apropriado. Clicar em OK.

A tela acima exibe que a partição /dev/sda1 com 1024MB está reservada para o swap. Precisamos criar a partição da raiz do sistema operacional (/), como se trata de um ambiente virtualizado, criaremos também na partição raiz o diretório /u01, local onde será instalado o software Oracle. Portanto, o /u01 não terá uma partição exclusiva no disco local. Clicar no botão New para criar uma nova partição:

No campo Mount Point, especificar o seguinte valor: /

No campo Additional Size Options, deixar a opção “Fill to maximum allowable size”. Isso significa que a partição / pegará todo o espaço disponível no disco para ela. Clicar em OK.

Na tela acima, agora, a partição /dev/sda1 será a partição raiz (/), e a partição /dev/sda2 será a partição de swap. Gostaria de lembrar mais uma vez que essa instalação não segue as melhores práticas de instalação do sistema operacional, onde é recomendado criar uma partição exclusiva para o /boot, dentre outras coisas. Ela foi feita apenas para facilitar na instalação do Oracle RAC. Clicar em Next:

Na tela acima, é possível modificar as opções de boot. No entanto, essa ação não é necessária. Clicar em Next:

A tela acima será exibida. Nela é possível modificar as configurações das placas de rede eth0 e eth1, além das opções de hostname, gateway e DNS. Selecionar a placa eth0 e clicar no botão Edit:

Como a rede em questão não utiliza IPv6, eu desabilitei essa opção desmarcando o campo “Enable IPv6 support”. Para o restante das configurações, eu deixei o campo “Enable IPv4 support” selecionado, assim como a opção Manual Configuration. A placa eth0 foi configurada da seguinte forma:

IP Address: 172.23.10.11
Prefix (Netmask): 255.255.255.0.

Clicar em OK.

A tela acima será exibida já com a placa eth0 configurada (a tela acima é apenas uma representação gráfica). Agora precisamos configurar a placa eth1. Selecione essa placa e clique em Edit:

Como a rede em questão não utiliza IPv6, eu desabilitei essa opção desmarcando o campo “Enable IPv6 support”. Para o restante das configurações, eu deixei o campo “Enable IPv4 support” selecionado, assim como a opção Manual Configuration. A placa eth0 foi configurada da seguinte forma:

IP Address: 10.0.0.11
Prefix (Netmask): 255.0.0.0.

Clicar em OK.

A tela acima será exibida. As placas eth0 e eth1 já estarão configuradas. A opção “Active on Boot” para ambas as placas deverão estar selecionadas.

Além disso, o hostname deverá ser definido manualmente: mvrac1.viniciusdba.com.br

Para o Gateway e o DNS, nesse caso, o valor será o mesmo: 172.23.20.1.

Clicar em Next:

Escolher o fuso horário apropriado. Clicar em Next:

A senha de root deverá ser especificada na janela acima duas vezes. Clicar em Next:

Na tela acima, escolheremos a opção “Customize now” para realizar a customização dos pacotes do sistema operacional que deverão ser instalados. Clicar em Next:

Na categoria Applications, as únicas opções que deverão ficar selecionadas são:

  • Editors;
  • Graphical Internet;
  • Office/Productivity.

Clicar na categoria Development:

Na categoria Development, as únicas opções que deverão ficar selecionadas são:

  • Development Tools;
  • GNOME Software Development;
  • Legacy Software Development;
  • X Software Development.

No item X Software Development, clicar no botão Optional packages:

O item libxp-devel-1.0.0-8.1.el5.i386 deverá ser selecionado. Clicar no botão Close.

Clicar agora na categoria Base System:

Selecionar o item System Tools e clicar no botão Optional packages:

Selecionar o item sysstat-7.0.2-3.el5.i386 e clicar no botão Close.

Clicar no botão Next:

Para iniciar a instalação, clicar no botão Next:

A tela acima será exibida com o progresso da instalação.

Quando a primeira fase da instalação for concluída, a seguinte tela será exibida:

Basta clicar no botão Reboot. Assim que o servidor (máquina virtual) for reiniciado, a seguinte tela será exibida:

Clicar no botão Forward:

Na tela acima, deveremos concordar com o acordo de licença. Basta clicar na opção “Yes, I agree to the License Agreement” e clicar no botão Forward:

O Firewall deverá ser desabilitado. Para isso, basta selecionar a opção Disabled no combo Firewall. Clicar em Forward:

Um alerta será exibido informando que haverá um risco de segurança pelo fato do Firewall estar desabilitado. Clicar em Yes:

O SELinux também deverá ser desabilitado. Para isso, basta selecionar a opção Disabled no combo SELinux Setting. Clicar em Forward:

Uma mensagem informativa será exibida relatando que por causa da alteração do SELinux, será necessário rebootar o sistema operacional. Esse reboot será feito no final dessa primeira fase de configuração do sistema operacional (fase pós-instalação). Clicar em Yes:

Nessa tela, é possível ativar o Kdump, eu não o fiz. Clicar em Forward:

A data e hora deverão ser ajustadas. Clicar em Forward:

A tela acima será exibida, nesse momento, não será necessário criar os usuários no sistema operacional, portanto, clicar em Forward:

Um alerta será exibido pois um usuário não foi criado, e não é recomendado usar a conta de root como conta pessoal, clicar em Continue:

Não instalamos dispositivos de áudio nessa máquina virtual, portanto, clicar em Continue:

Caso fosse necessário instalar algum software adicional nesse momento, bastaria clicar em Install. Como não é o caso, clicar em Finish:

A mensagem acima será exibida, basta clicar em OK e o sistema operacional será reiniciado.

Pronto! O sistema operacional está instalado!

Veremos no próximo artigo como realizar a primeira fase da correção dos pré-requisitos do sistema operacional para que possamos iniciar a instalação dos softwares Oracle necessários para a criação do nosso ambiente Oracle RAC.

Abraços!

Vinicius







----------------------------------------------------------------------------

Copyright:

Este site e todo o conteúdo aqui publicado pertence ao Blog ViniciusDBA.com.br e possui seus respectivos direitos autorais.

O Conteúdo desde Blog não deve ser publicado, distribuído ou transmitido sem autorização prévia de seu autor.

Oracle e seus produtos são marcas registradas da Oracle Corporation® (http://www.oracle.com) Todo o material aqui encontrado é mantido sem ajuda financeira e mantém como propriedade de seu fundador/escritor.

Disclaimer:
The views expressed on this blog are my own and do not necessarily reflect the views of Oracle.
As opiniões publicadas neste blog (http://www.viniciusdba.com.br) são pessoais e não necessariamente representam a visão da Oracle.


Toda informação aqui encontrado é oferecida através do uso do bom senso e boa fé do seus leitores e não deve ser considerada como material oficial da Oracle Corporation (http://www.oracle.com).

O Autor (e contribuidores) não considera as informações aqui como oficiais e/ou permitidas para redistribuição. Ao utilizar o site http://www.viniciusdba.com.br o leitor deve entender e aceitar que as informações aqui encontradas são de direitos autorais do Autor e contribuidores.

O blog http://www.viniciusdba.com.br não faz revisão de conteúdo publicado por outros como comentários bem como posts em grupo de usuários ou portais.

Seus autores não necessariamente concordam ou apoiam opiniões de seus leitores.

ESTE É UM SITE INDEPENDENTE E NÃO REPRESENTA A ORACLE CORPORATION® (http://www.oracle.com) EM NENHUM SENTIDO. AS OPINIÕES E CONTEÚDOS AQUI ENCONTRADOS NÃO POSSUEM RELAÇÃO COM A VISÃO DA ORACLE CORPORATION®. ESTE SITE NÃO POSSUI NENHUM APOIO OU PATROCINIO DA ORACLE CORPORATION®.